Técnico/a Comercial (49)

Formação Financiada
< voltar à lista
Condições de Admissão

Desempregados/as, com escolaridade igual ou superior ao 9º ano, que pretendam vir a exercer profissões na área do Comércio ou Vendas.

As inscrições estarão sujeitas a processo de seleção, de acordo com os critérios definidos pelos programas de financiamento da formação profissional e/ou outra legislação em vigor – para mais informações contacte os nossos serviços.

Tipologia

Formação Modular Certificada

Objetivos

Vender produtos e/ou serviços em estabelecimentos comerciais, tendo em vista a satisfação dos clientes.

Duração

200 horas

Código do Curso / Código UFCD

PTCM (49)

Saídas Profissionais

Este percurso capitaliza para a saída profissional de Técnico/a Comercial

Área de Formação

Comércio

Síntese programática
  • Módulo
  • Carga Horária

Plano de marketing 50 horas

•Plano de marketing - necessidades e princípios
-Principais necessidades de um plano de marketing
- Avaliar a situação do mercado e do meio
- Avaliar a competitividade da empresa e seus princípios
- Planificar os objectivos e meios e adaptação das acções de desenvolvimento e das acções correctivas
•Operacionalização do plano de marketing
-Etapas do desenvolvimento do plano operacional de marketing
- Etapa 1 - análise da situação interna e externa
- Situação do negócio
- Actuação da empresa
- Análise da concorrência
- Análise SWOT
- Etapa 2 - definição dos objectivos do plano
- Etapa 3 - definição da estratégia de marketing mix
- Etapa 4 - afectação de recursos para a operacionalização do plano
- Etapa 5 - estabelecimento do plano de acção
- Etapa 6 - concretização do plano de acção
- Etapa 7 - controlo das acções desencadeadas

Ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho - conceitos básicos 25 horas

•AMBIENTE
◦Principais problemas ambientais da atualidade
◦Resíduos
- Definição
- Produção de resíduos
◦Gestão de resíduos
- Entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos
- Estratégias de atuação
- Boas práticas para o meio ambiente
•SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO
◦CONCEITOS BÁSICOS RELACIONADOS COM A SHST
- Trabalho, saúde, segurança no trabalho, higiene no trabalho, saúde no trabalho, medicina no trabalho, ergonomia, psicossociologia do trabalho, acidente de trabalho, doença profissional, perigo, risco profissional, avaliação de riscos e prevenção
◦ENQUADRAMENTO LEGISLATIVO NACIONAL DA SHST
- Obrigações gerais do empregador e do trabalhador
◦ACIDENTES DE TRABALHO
- Conceito de acidente de trabalho
- Causas dos acidentes de trabalho
- Consequências dos acidentes de trabalho
- Custos diretos e indiretos dos acidentes de trabalho
◦DOENÇAS PROFISSIONAIS
- Conceito
- Principais doenças profissionais
◦PRINCIPAIS RISCOS PROFISSIONAIS
- Riscos biológicos
- Agentes biológicos
- Vias de entrada no organismo
- Medidas de prevenção e proteção
- Riscos Físicos (conceito, efeitos sobre a saúde, medidas de prevenção e proteção)
- Ambiente térmico
- Iluminação
- Radiações (ionizantes e não ionizantes)
- Ruído
- Vibrações
- Riscos químicos
- Produtos químicos perigosos
- Classificação dos agentes químicos quanto à sua forma
- Vias de exposição
- Efeitos na saúde
- Classificação, rotulagem e armazenagem
- Medidas de prevenção e proteção
- Riscos de incêndio ou explosão
- O fogo como reação química
- Fenomenologia da combustão
- Principais fontes de energia de ativação
- Classes de Fogos
- Métodos de extinção
- Meios de primeira intervenção - extintores
- Classificação dos Extintores
- Escolha do agente extintor
- Riscos elétricos
- Riscos de contacto com a corrente elétrica: contatos diretos e indiretos
- Efeitos da corrente elétrica sobre o corpo humano
- Medidas de prevenção e proteção
- Riscos mecânicos
- Trabalho com máquinas e equipamentos
- Movimentação mecânica de cargas
- Riscos ergonómicos
- Movimentação manual de cargas
- Riscos psicossociais
◦SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE
- Conceito
- Tipos de sinalização
◦EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA E DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL
- Principais tipos de proteção coletiva e de proteção individual

Aprovisionamento, logística e gestão de stocks 50 horas

•Aprovisionamento
◦Papel da compra na cadeia de abastecimento
◦Processo de compra e respetivas etapas
◦Gestão de fornecedores
◦Aspetos qualitativos na seleção de fornecedores
◦Negociação e revisão de preços
◦Comparação entre fornecedores
◦Avaliação de fornecedores
•Gestão de stocks
◦Introdução à gestão de stocks
◦Noção e tipo de stocks
•Princípios da gestão de stocks
◦Definição e objetivos de gestão de Inventário
◦Tipo de matérias a armazenar
◦Determinantes do nível ótimo de stock
◦Condicionantes específicas dos produtos
◦Condicionantes específicas de armazenagem
◦Condições do mercado
◦Logística e planeamento
◦Condições de entrega
•Custos associados aos stocks
◦Custos operacionais associados à stockagem da mercadoria
◦Custos de oportunidade face a outras opções
◦Noção de custo operacional e de custo “afundado”
◦Descontos/promoções
◦Sobrestockagem
•Gestão da variação da procura e do nível de stock
•Benefícios esperados com a gestão de stocks
•Controlo de existências/inventariação
◦Normas gerais de inventariação de bens e produtos
◦Determinação de consumos
◦Documentação utilizada nos inventários
◦Controlo de qualidade nos aprovisionamentos
◦Logística e sistemas de informação

Língua inglesa - gestão de stocks 50 horas

•Linguagem básica aplicada à gestão das encomendas e dos stocks
•Expressões idiomáticas

Segurança e Saúde no Trabalho – situações epidémicas/pandémicas 25 horas

•Papel do responsável pelo apoio aos Serviços de Segurança e Saúde no Trabalho na gestão de riscos profissionais em cenários de exceção
◦Deveres e direitos dos empregadores e trabalhadores na prevenção da epidemia/pandemia
◦Funções e competências – planeamento, organização, execução, avaliação
◦Cooperação interna e externa – diferentes atores e equipas
◦Medidas de intervenção e prevenção para trabalhadores e clientes e/ou fornecedores – Plano de Contingência da empresa/organização (procedimentos de prevenção, controlo e vigilância em articulação com os Serviços de Segurança e Saúde no Trabalho da empresa, trabalhadores e respetivas estruturas representativas, quando aplicável)
◦Comunicação e Informação (diversos canais) – participação dos trabalhadores e seus representantes
◦Auditorias periódicas às atividades económicas, incluindo a componente comportamental (manutenção do comportamento seguro dos trabalhadores)
◦Recolha de dados, reporte e melhoria contínua
•Plano de Contingência
◦Legislação e diretrizes internacionais, nacionais e regionais
◦Articulação com diferentes estruturas – do sistema de saúde, do trabalho e da economia e Autoridades Competentes
◦Comunicação interna, diálogo social e participação na tomada de decisões
◦Responsabilidade e aprovação do Plano
◦Disponibilização, divulgação e atualização do Plano (diversos canais)
◦Política, planeamento e organização
◦Procedimentos a adotar para casos suspeitos e confirmados de doença infeciosa (isolamento, contacto com assistência médica, limpeza e desinfeção, descontaminação e armazenamento de resíduos, vigilância de saúde de pessoas que estiveram em estreito contacto com trabalhadores/as infetados/as)
◦Avaliação de riscos
◦Controlo de riscos – medidas de prevenção e proteção
- Higiene, ventilação e limpeza do local de trabalho
- Higiene das mãos e etiqueta respiratória no local de trabalho ou outra, em função da tipologia da doença e via(s) de transmissão
- Viagens de caráter profissional, utilização de veículos da empresa, deslocações de/e para o trabalho
- Realização de reuniões de trabalho, visitas e outros eventos
- Deteção de temperatura corporal e auto monitorização dos sintomas
- Equipamento de Proteção Individual (EPI) e Coletivo (EPC) – utilização, conservação, higienização e descarte
- Distanciamento físico entre pessoas, reorganização dos locais e horários de trabalho
- Formação e informação
- Trabalho presencial e teletrabalho
◦Proteção dos trabalhadores mais vulneráveis e grupos de risco – adequação da vigilância
•Revisão do Plano de Contingência, adaptação das medidas e verificação das ações de melhoria
•Manual de Reabertura das atividades económicas
◦Diretrizes organizacionais – modelo informativo, fases de intervenção, formação e comunicação
◦Indicações operacionais – precauções básicas de prevenção e controlo de infeção, condições de proteção antes do regresso ao trabalho presencial e requisitos de segurança e saúde no local de trabalho
◦Gestão de riscos profissionais – fatores de risco psicossocial, riscos biomecânicos, riscos profissionais associados à utilização prolongada de EPI, riscos biológicos, químicos, físicos e ergonómicos
◦Condições de proteção e segurança para os consumidores/clientes
◦Qualidade e segurança na prestação do serviço e/ou entrega do produto – operação segura, disponibilização de EPI, material de limpeza de uso único, entre outros, descontaminação
◦Qualidade e segurança no manuseamento, dispensa e pagamento de produtos e serviços
◦Sensibilização e promoção da saúde – capacitação e combate à desinformação, saúde pública e SST
◦Transformação digital – novas formas de trabalho e de consumo
Próximas Ações de Formação

De momento, não existem ações de formação agendadas